Infra Estrutura

Facilidades, laboratórios de Cardiologia:

O Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia (fundado em 1954), Entidade Associada da Universidade de São Paulo (desde 1991), sediado na Av. Dr. Dante Pazzanese nº 500, no Ibirapuera, possui cerca de 60.000m2 de área construída, dividida em três edificações, sendo que a terceira foi inaugurada, por sua Excia. o Sr. Governador Dr. Geraldo Alckmin, em dezembro de 2005 e a primeira teve terminada sua remodelação em 2008. Atualmente, possui capacidade instalada de 453 leitos, sendo um dos maiores Hospitais de Cardiologia da América Latina.

Em suas instalações, funcionam 100 salas da Divisão Clínica, para atendimentos ambulatoriais e de emergência, setorizados por especialidades cardiológicas (Coronariopatias; Dislipidemias; Miocardiopatias; Doença de Chagas; Transplantes (Cardíaco, Renal e Hepático); Hipertensão Arterial; Valvopatias; Cardiopatia e Gravidez; Cardiopatias Congênitas; Vascular Periférica; Doença da Aorta; Cardiogeriatria; Cardiologia do Esporte; Angioplastia Coronária; Pós-Operatório de Cirurgias Coronárias; Pós-Operatório de Valvopatias; Pós-Operatório de Cardiopatias Congênitas; Emergências Cardiovasculares; Arritmias Cardíacas e Eletrofisiologia; Marca-Passos e Desfibriladores). Outras especialidades médicas de apoio ao atendimento cardiológico também estão representadas como: Neurologia; Nefrologia; Pneumologia, Endocrinologia, Ginecologia e Obstetrícia, Nutrologia, Anestesia e Gastroenterologia.

A Divisão Diagnóstica é composto por laboratórios modernos e adequados para o diagnóstico não-invasivo e invasivo, para a realização das investigações propostas na área Cardiovascular, incluindo: as Seções de Eletro, Vector e Fonocardiografia; Teleeletrocardiografia; Sistema Holter; Eletrocardiografia de Alta Resolução; TILT test; Radiologia; Tomografia Computadorizada; Ergometria; Medicina Nuclear; Ecocardiografia transtorácica e transesofágica; Laboratório Clínico (dimensionado para dois milhões de exames anuais); Sistema de Monitoração Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA); Cardiologia Intervencionista (6 laboratórios de Cateterismo Cardíaco e 1 de Eletrofisiologia), com Laboratórios de Angiografia Coronária Quantitativa, Ultrassom Intracoronário, Histologia Virtual, Tomografia por Convergência Óptica, de Mensurações com Doppler Flow Wire e Pressure Wire; Anatomia Patológica e Biologia Molecular. Nessa área Diagnóstica, destaca-se o Serviço de Cardiologia Invasiva, que já teve oportunidade de idealizar, coordenar em sua área de trabalho e participar de mais de 120 estudos internacionais, que envolvem as intervenções coronárias percutâneas (angioplastias com stents e stents farmacológicos), possuindo, portanto, facilidades para essas atividades de pesquisa de ponta, tanto do ponto de vista de infra-estrutura física, como de recursos materiais e de equipamentos, assim como de recursos humanos. Destaca-se a introdução, há 10 anos (1999) dos stents farmacológicos no mundo, com o implante pioneiro no IDPC destes instrumentos, em 30 pacientes (2 séries de 15 casos), que constituíram o estudo FIM (First in Man), o qual deslanchou a extraordinária aplicação mundial dos stents farmacológicos (2 milhões de implantes, atualmente, por ano, no mundo). Esta contribuição indubitavelmente colocou o pesquisador (Docente permanente do Programa, a Instituição e o país em evidência no mundo científico cardiológico.

A Divisão Cirúrgica está organizada para atender à alta demanda institucional (10 cirurgias cardíacas e 5 cirurgias vasculares periféricas diárias), em 8 modernas salas cirúrgicas recém-inauguradas, na ala nova do Hospital (PIII), além das cirurgias vasculares periféricas, dos transplantes e marcapassos nas 4 salas cirúrgicas do prédio mais antigo (PII). A ela agregam-se o Pós-Operatório, com 50 leitos, para recuperações pós-cirúrgicas e pós-transplantes cardíacos, hepáticos e renais, configurando-se num dos mais atuantes centros de intervenções cirúrgicas cardiovasculares do país. A esta Divisão, ligam-se as dependências de Cirurgia Experimental, completamente re-equipada para procedimentos com animais de até médio porte (ovelhas e bezerros, por exemplo) e dotada de equipamentos e recursos humanos, que a capacitam para pelo menos uma cirurgia experimental diária. É nesta área que, hoje desenvolve-se o projeto temático (FAPESP) do Coração Artificial Auxiliar.

Quanto às outras áreas de atendimento à Saúde Cardiovascular, ligadas à Divisão de Enfermagem e Técnica Auxiliar, desenvolveram-se serviços altamente atuantes de: Enfermagem; Nutrição; Psicologia; Fisioterapia; Odontologia; Farmácia; Serviço Social e Educação Física (para Reabilitação Cardiovascular), todos eles equipados e organizados administrativamente.

Ao lado destas Seções, encontra-se sediada a Divisão de Bioengenharia, voltada à tecnologia cardiovascular, cuja instalação e desenvolvimento representaram um avanço para evolução tecnológica e produção de novos equipamentos, outros produtos, sistemas e processos, contribuindo com inúmeros pioneirismos, pouco encontrados nos Serviços Cardiológicos brasileiros (como: stents de teleeletrocardiografia, válvulas cardíacas, marcapassos, bombas de circulação extracorpóres, coração artificial e bomba de sangue centrífuga implantável, entre outros). No ano de 2008, por meio de contrato com a Secretária do Estado da Saúde, esta Divisão passou a atender 40 unidades da rede estadual para Teleeletrocardiograma, fabricando os equipamentos, distribuindo-os, dando assistência técnica e interpretando cerca de 5.000 eletrocardiogramas/mês. Adendo contratual, em 2009, ampliou esta rede para 70 unidades atendidas e para 2012 já estão acordadas 200 unidades em todo Estado.

A Divisão de Pesquisa responsabiliza-se pelos Estudos Clínicos, sendo outra área de idealização e de coordenação de vários estudos multicêntricos internacionais, em particular os voltados aos aspectos epidemiológicos e aos tratamentos farmacológicos cardiovasculares.

Bibliotecas

Possui ainda, o Centro de Informações Cardiovasculares Mendonça de Barros, integrado: pela Biblioteca (que dispõe no seu acervo dos principais títulos de livros e periódicos da área, com atualização anual e inclusão dos novos títulos recém-lançados); salão de leitura José Hortencio de Medeiros Sobrinho, com 50 posições de estudo, fácil acesso ao acervo, atendido por 4 funcionários; sala de reuniões; salas individuais de estudo; Seção de Fotografia e Documentação e o Laboratório LEE de Epidemiologia e Estatística, este equipado, com 2 salas dispondo de 10 computadores cada, para o preparo dos estudos científicos. Além disto, dois auditórios (capacidades de 350 e 40 lugares) anexos, para aulas teórico-práticas, integram o conjunto que dispõe de uma sala de hospitalidade, onde uma secretária bilingue (Português/Espanhol) está disponível diariamente (7h00 às 13h00) para orientações, que possam facilitar quaisquer trabalhos em andamento. Estas várias salas são ambientes de excelente adequação para os Docentes receberem seus alunos, para orientação e discussão do andamento das pesquisas e para estudo individual dos Discentes. Além disto, no Laboratório LEE e, graças à possibilidade de consultas à Internet, os alunos poderão facilmente ter acesso, on line, aos periódicos CAPES / bases de indexação, por meio do Sistema Integrado de Bibliotecas - SIBNet (USP-IDPC).

Toda a infra-estrutura mencionada (física, administrativa, de ensino, de pesquisa e os demais recursos citados para funcionamento do curso) não é compartilhada com outras Instituições. E com esta infra-estrutura, o Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia não necessita utilizar, de forma sistemática, laboratórios de outras IES ou de outros Institutos de Pesquisa.

O Acervo do Centro de Informações Cardiovasculares (Biblioteca) está constituído de 3.743 livros, 321 teses e dissertações; 89 memoriais; 232 periódicos nacionais e internacionais, além da coleção de materiais didáticos, constituídos por: 547 fitas de vídeo e filmes científicos, 534 CDs, 247 DVDs, 129 monografias institucionais. Áreas do saber em que o acervo se concentra (Grandes Áreas): Cardiologia, Cardiologia Intervencionista, Cirurgia Cardiovascular, Cirurgia Vascular Periférica, Cardiologia Diagnóstica, Biologia Molecular, Anestesia, Hematologia, Pneumologia, Nefrologia, Neurologia, Medicina do Aparelho Digestivo, Nutrologia, Endocrinologia, Ginecologia e Obstetrícia, Bioengenharia, Enfermagem, Nutrição, Fisioterapia, Ciências Farmacêuticas, Psicologia, Odontologia, Serviço Social, Educação Física, Administração Hospitalar, Medicina do Trabalho, Epidemiologia, Estatística, Cirurgia Experimental e Bioengenharia.

Dentro da Cardiologia: Epidemiologia; Propedêutica Cardiovascular; Métodos Diagnósticos (Laboratório Clínico, Eletrocardiografia, Vectorcardiografia, Fonocardiografia, Ecocardiografia; Eletrocardiografia de Alta Resolução; Tilt-Test; Eletrocardiografia Dinâmica-Sistema Holter; MAPA: Monitoração Ambulatorial da Pressão Arterial, Radiologia, Ecocardiografia Transtorácica e Transesofágica, Ergometria, Medicina Nuclear, Tomografia Computadorizada, Ressonância Magnética, Anatomia Patológica, Eletrofisiologia, Angiografia Quantitativa, Ultra-Som Intravascular e Histologia Virtual); Cardiologia Clínica; Cardiologia Pediátrica; Cardiogeriatria; Cardiologia da Mulher; Emergências Cardiovasculares; Arritmias Cardíacas e Estimulação Cardíaca Artificial; Transplantes Cardio-Pulmonares; Hepáticos e Renais; Medicina do Esporte; Hemodinâmica, Angiografia e Cardiologia Intervencionista; Cirurgia Cardiovascular; Cirurgia Vascular Periférica; Reabilitação Cardiovascular, Epidemiologia e Estatística, Cardiologia Baseada em Evidências-Estudos Clínicos, Engenharia Aplicada ao Aparelho Cardiovascular.

Recursos de Informática:

A infra-estrutura institucional conta também com o Departamento de Tecnologia da Informação - TI (Departamento de Informática), que tem procedido à informatização institucional, nos últimos anos, já tendo concluído todos os processos e procedimentos de infra-estrutura e treinamento de pessoal.

Este Departamento de Tecnologia da Informação é responsável por todos os ativos de tecnologia (servidores, computadores, impressoras, roteadores, switch’s, etc.) e principalmente pelas informações geradas pelos sistemas informatizados existentes, sendo responsável pela integridade, segurança e a disponibilidade dessas informações a todos os setores/seções que delas necessitarem.

Sua constituição é representada por:

  • - Rede com cerca de 555 computadores, distribuídos por toda a Instituição, com conexão intranet e acesso à internet e aos portais de pesquisa, incluindo Portal CAPES e periódicos CAPES (rede SibNet -USP);
  • - Laboratórios individuais para pesquisa;
  • - Programas estatísticos, fóruns e aulas disponíveis na rede (www.dantepazzanese.org.br), Dante na Web, Projeto RUTE (Rede Universitária de Telemedicina);

Atualmente, o Instituto Dante Pazzanese possui um sistema ERP de gestão hospitalar, além de vários subsistemas que atendem às necessidades administrativas e médicas. Desta sorte, a Instituição participa de vários projetos inovadores, com a aplicação dos recursos da tecnologia da informação, como: o PACS (acrônimo de Picture Archiving and Communication System) ou Sistema de Comunicação e Arquivamento de Imagens, que digitaliza imagens médicas de exames; o RUTE (Rede Universitária de Telemedicina) que é uma iniciativa de âmbito nacional, que visa a apoiar o aprimoramento da infra-estrutura para telemedicina já existente em hospitais universitários, bem como promover a integração de projetos entre as instituições participantes e o RIMA (Rede Informática de Medicina Avançada), que é um projeto de abrangência íbero-americana, que compartilha informações geradas por especialistas médicos de vários países.

Além disto, dispõe de ampla assessoria confecção de bancos de dados para trabalhos científicos.

Outras informações:

Na Seção de Fotografia e Documentação do Centro de Informação Cardiovascular Mendonça de Barros (Biblioteca IDPC), são confeccionados materiais didáticos e são produzidas as fotos necessárias para documentar as palestras, as teses e as demais formas de divulgação da produção científica.

A assessoria gráfica para produção de materiais didáticos é oferecida por especialistas em computação gráfica, tanto ao Corpo Docente quanto ao Discente. Mais recentemente, foi constituída, na Assessoria de Marketing institucional, uma programação para atenção especializada à Pós-Graduação, no sentido de: 1) atualização de sua homepage (www.dantepazzanese.org.br), para facilitar a visibilidade do Programa e sua divulgação no país e na América Latina e 2) Confecção de folders, que periodicamente são distribuídos à comunidade de interesse.

Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia - Fundação Adib Jatene - Todos os Direitos Reservados